Notícias

14/04/2021

Professores do Claretiano - Colégio São José recebem primeira dose da vacina

Emoção e o sentimento de esperança marcaram o início da vacinação.

 

Um dia emocionante e um só sentimento: a esperança. Assim foi a terça-feira, 13, quando os professores do Claretiano – Colégio São José receberam a primeira dose da vacina contra a COVID-19. A data marcou também o início da vacinação dos demais profissionais da educação, das redes pública e privada, com idades acima de 47 anos, no município de Batatais.

A vacinação foi realizada no Centro de Saúde Escola “Dr. Angelo Marcolini” (UBS Castelo), localizada no Claretiano, e em outras unidades básicas de saúde do município de Batatais. No local, durante a manhã, foram aplicadas 70 doses da CoronaVac. Estima-se que 300 mil profissionais da educação sejam imunizados com a primeira dose da vacina em todo o estado de São Paulo.

 A professora do Ensino Fundamental I, Ana Maura de Queiroz Cavatan, emocionada, relatou a sensação de receber a vacina. “Essa vacina vem para nos alegrar. Daqui a uns meses, seguindo todas as restrições, será possível abraçar nossos alunos e familiares. Eu sinto muito a falta do contato físico, principalmente, com as crianças. Está sendo algo gratificante”, relatou a professora.

Carolina Luiza P. T. Morais, professora de língua inglesa do Ensino Médio, também recebeu a primeira dose e ressaltou a importância da vacinação. “É um sinal de esperança que a gente recebe para enfrentar a pandemia e a esperança de que as coisas vão melhorar. Após a segunda dose da vacina, a gente espera poder voltar e rever os alunos. Estamos com muita saudade deles, do contato, da interação e acredito que eles igualmente”, afirmou. 

Para a coordenadora do Claretiano – Colégio São José, Martha M. M. Tomazella, o momento é de esperança para todos os professores e para a educação do país. “As pessoas têm que acreditar que a educação é essencial. A escola não é só conteúdo, a escola é convivência, carinho, troca. Que a vacina chegue rápido e que possamos trazer as crianças de volta para a escola”, disse emocionada.